Portal de Eventos - UEM, ENTECA - 2013

Tamanho da fonte: 
DURABILIDADE DE GEOTÊXTEIS TECIDOS SUBMETIDOS À DEGRADAÇÃO QUÍMICA
Denise Carvalho Urashima, Carlos Alberto CArvalho Castro, Polina Leide Borges, Bianca Retes Carvalho

Última alteração: 2013-10-29

Resumo


A vida útil é uma questão fundamental para todos os materiais poliméricos, incluindo geossintéticos, que são materiais que têm sido amplamente empregados em projetos geotécnicos e de proteção ambiental. Neste aspecto desempenha distintas funções, sendo que em algumas de suas aplicações críticas, os requisitos de serviço podem variar de trinta a centenas de anos, sendo fundamental prevenir a ocorrência de falhas ao longo de sua vida útil, que podem resultar em alto custo, riscos ambientais e até mesmo na perda de vidas. A crescente utilização de geossintéticos em meios de maior agressividade torna relevante a avaliação de sua durabilidade quando expostos a agentes degradantes, tais como ambientes com pH ácido ou alcalino. A durabilidade depende de vários fatores, mas, principalmente, do tipo polimérico, da função específica a ser desempenhada, bem como do meio ambiente a que estes materiais serão expostos, ao longo do tempo. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a durabilidade de geotêxteis tecidos de polipropileno frente aos fatores de degradação química, por meio de ensaios de imersão em soluções de ácido sulfúrico e hidróxido de cálcio, por tempos distintos (10 e 30 dias) e concentrações distintas, tendo como variável resposta a resistência à tração, analisada por meio de ferramentas estatísticas. Os resultados contribuem para o aumento na confiabilidade dos cálculos e da segurança dos projetos, uma vez que durabilidade destes materiais é uma preocupação reportada constantemente por projetistas e pesquisadores.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.